Ângela Bismarchi se converte e deixa carnaval: “É difícil de acreditar, mas fui tocada”

Ângela e o marido passaram a frequentar cultos, células semanais e pretendem se batizar. (Foto: Reprodução)

Conhecida por atuar como rainha e madrinha de bateria em diversas escolas de samba, a modelo Ângela Bismarchi anunciou que este ano ela não fará parte do carnaval. O motivo? Sua nova caminhada cristã.

“Sei que é difícil de acreditar, mas fui tocada e arrebatada. Senti a presença de Jesus no meu quarto, me chamando três vezes. Só que eu não fui e caí no mundão, posei nua, saí pelada na Avenida…”, ela contou ao site Extra.

Ângela e o marido, o cirurgião Wagner Moraes, passaram a frequentar os cultos ministrados por um pastor em Piratininga, em Niterói. “Fazemos parte de uma célula que estuda os ensinamentos de Jesus duas vezes por semana e leio a Bíblia todos os dias durante três horas”, afirma a modelo.

Ela não segue uma igreja específica e diz que não quer rótulos. “Não gosto de ser chamada de evangélica. A religião separa as pessoas. Sou cristã”.

Seu desejo é de ser batizada em breve. “Já estou procurando um lugar. Eu e Wagner vamos nos conectar ainda mais com Deus”, diz a modelo. “A vida na terra é apenas uma passagem. Quero encontrar e garantir meu lugar no céu”.


Ângela Bismarchi durante estudo bíblico. (Foto: Arquivo Pessoal)

Além de abrir mão do carnaval, Ângela pretende fazer uma mudança no guarda-roupa. “Já falei com meu marido que preciso comprar roupas novas, que mostrem menos, que sejam mais elegantes. Não vou deixar de usar meus decotes e coisas que valorizem o corpo, mas não preciso me expor tanto”, ela justifica.

As cirurgias plásticas, no entanto, continuarão fazendo parte da vida de Ângela. “O corpo é o templo do Espírito. Pretendo continuar cuidando bem dele. Uma mulher pode ter os melhores cirurgiões do mundo para ter seu corpo bem esculpido, mas ela não pode pagar para mudar o seu valor”.

Em sua trajetória, Ângela diz se arrepender de ter se envolvido na literatura erótica. Ela chegou a lançar um livro onde conta as aventuras sexuais de Don Juan: “Coisas que a gente faz e se arrepende. Agora quero escrever sobre Maria Madalena”.

Deixe seu comentário