Jornalista culpa a Globo por chacina em Campinas

maxresdefault

O apresentador Paulo Henrique Amorim, do ”Domingo Espetacular”, na Rede Record, publicou nesta segunda-feira (2), um vídeo nas redes sociais onde comenta que a Globo e a Lava Jato são responsáveis pela chacina que ocorreu no interior de São Paulo. O crime ocorreu na virada do ano novo e fez doze vítimas.

Antes de começar a ler a carta que o assassino Sidnei Araújo escreveu, o jornalista disse: “A Globo e a Lava Jato são os terroristas de Campinas”. No vídeo Paulo Henrique fala sobre o “sistema feminista” e também aproveita para falar do ministro Lewandowski.

Durante seu discurso, em tom de crítica, o jornalista disparou: “Essa carta contém algum dos elementos centrais do discurso do ódio, da lógica do ódio. Essa lógica é a lógica da Globo e dos heróis da Lava Jato. A lógica que a Globo e a Lava Jato instalaram no Brasil. É o discurso dos múltiplos ódios, o ódio à política, o ódio à Dilma, o ódio às mulheres, o ódio à Lei Maria da Penha, o ódio ao Lewandowski (ministro do STF), que não julga de acordo com o ódio”  disse Paulo Henrique.

E ainda finalizou amenizando o ato de Sidney Araújo: “Esse homem de Campinas não era um louco. Era um produto de sua época, porque a Globo e a Lava Jato odeiam o Brasil. A Globo e a Lava Jato são os nossos terroristas do fim do ano”.

Deixe seu comentário