Silvio Santos rejeitou R$ 200 milhões para vender horário a igrejas

silvio-santos

As emissoras de TV encontram nas igrejas evangélicas uma forma de aumentar seu faturamento, concedendo horários para programas religiosos.

O SBT é a única emissora da TV aberta que não exibe em sua programação nenhuma atração ligada às religiões e não foi por falta de tentativas.

O jornalista Ricardo Feltrin, da coluna Ooops, no UOL, relembrou a proposta de R$ 200 milhões oferecida pela Igreja Mundial do Poder de Deus.

Liderada pelo apóstolo Valdemiro Santiago, a denominação mantinha programação em diversas emissoras, mas foi perdendo espaço para a Igreja Universal do Reino de Deus.

Na época, a direção do SBT considerou a proposta, mas Silvio Santos resistiu e não autorizou a venda do horário.

Emissoras como a Gazeta, a Band e Rede Record recebem valores estimados em R$ 20 milhões, R$ 150 milhões de R$ 550 milhões, respectivamente, com a venda de parte de sua programação para igrejas evangélicas.

Já a Rede Globo e a TV Cultura, que exibem a Santa Missa com padre Marcelo e a Missa de Aparecida cedem seus espaços gratuitamente, ou seja, não lucram com a exibição dos programas religiosos.