ONTEM NA ASSEMBLEIA DE DEUS DO RECANTO VERDE: O LOUVORZÃO QUE VIROU LOUFOGÃO

                    LOUVORZÃO VIRA LOUFOGÃO E O RECANTO CONTINUA VERDE!

Cantor Marcos Antônio.

O que era para ser um louvorzão ontem na Assembleia de Deus do bairro Recanto Verde transformou-se num culto de avivamento, daqueles que lembram muito bem a vigília do Alphaville e do Limoeiro.


Logo no início, enquanto eram cantados hinos congregacionais com utilização do hinário oficial das Assembleias de Deus, a Harpa Cristã, o fogo já descia e rapazes e moças, que formavam a maioria do público, já davam sinais de que estavam com “bala na agulha” para uma noite de muito poder.
Ev. José Bernardes, atual responsável pelo Recanto Verde, fez a leitura inicial.

Pr. Wellington, o dirigente do “Loufogão”.
A máquina chegando no local.

Reinaldo fez a abertura
 

Uma equipe de jovens, do limoeiro, bairro de Ipatinga, no caso, lá estavam e levaram consigo muito combustível para o incêndio que ocorreria nas horas seguintes. A cada louvor que entoavam as rajadas de glória e manifestações visíveis do poder de Deus formavam um cenário típico dos pentecostais, daqueles bem pentecostais que são do pentecoste pentecostal.

Com a abertura dada pelo Dc. Reinaldo, leitura inicial do Ev. José Bernardes e direção do Pr. Wellington Domingos, o Louvorzão, ou melhor, o Loufogão, arrasou em termos de unção e, louvor, mesmo, do tipo “a gente ouve grita”, não aconteceu porque o do tipo “a gente ouve e chora e da aleluia e da glória a Deus”, ocupou o lugar daquele. Aquelas cenas de gente “nadando”, pulando, sapateando e outros “andos” no espírito, ontem, no Recanto Verde, era a paisagem predominante. Lágrimas de júbilo e renovo molhavam como enchentes as faces que adornavam o ambiente. Era glória demais para nenhum “canela de fogo” colocar defeito.


Os jovens do Recanto Verde.

Salvos para Adorar.
Bem, sobre o pessoal de Ipatinga,  o que se podia dizer é que é “canela de fogo” puro, igual aos do Recanto Verde e do Limoeiro, de Timóteo, que lá estavam também Um deles, do Limoeiro, de Ipatinga, para você ter ideia, estava descalço, em obediência a um propósito, sobre o qual reservei uma matéria especial. A bem da verdade nem eram “canela de fogo” puro. Eram braços, pernas, etc…

Mas, o Louvorzão, ou melhor, o “Loufogão” que pegava fogo, teria, no seu encerramento, algo que tinha a ver com água. Uma máquina de lavar seria sorteada, como foi.


Pr. Irineu

Jovens do Limoeiro, de Ipatinga.

Cantor Michael, de Ipatinga.
As expectativas iam ficando aguçadas a cada tirada hilária de que “eu vou ganhar”.

E fogo daqui, fogo de lá, a máquina especializada em água foi sorteada e a contemplada não estava presente. Ela, mesmo ausente, foi aplaudida e o contato com a ganhadora foi providenciado.


O vaso, ou melhor, o cantor Marcos Paulo.

Reinaldo exibe a nota fiscal da máquina.

Este é o bilhete premiado que deu direito `ganhadora de levar a máquina.
Bom, então o louvorzão ontem no Recanto Verde foi um “LOUFOGÃO”.

Os “fogo puro”. No centro, de óculos, o Pr. Wellington, que dirigiu o “Loufogão”.

As também “fogo puro”.

Deixe seu comentário