Homem mais velho do mundo morre aos 111 anos em Nova York

5doghogumm6gsstjjmq023qgz

O homem mais velho do mundo morreu em Nova York aos 111 anos, de acordo com a casa de repouso onde ele vivia.

Alexander Imich, que nasceu na Polônia em 1903 e sobreviveu a um campo de trabalhos forçados no Gulag soviético, morreu no domingo (8), disse Marcy Levitt, diretora-executiva da Esplanade Manhattan.

Imich emigrou para os Estados Unidos na década de 1950 e era um estudioso do ocultismo. Ele editou uma antologia chamada “Contos Incríveis do Paranormal”, em 1995, com a idade de 92.

Ele completou 111 anos em fevereiro e em abril passou a ser o homem mais velho, de acordo com o Grupo de Pesquisa de Gerontologia da Califórnia. O posto passa agora a Sakari Momoi, do Japão, nascido em 5 de fevereiro de 1903, um dia depois de Imich, de acordo com o grupo de pesquisas.

Dezenas de mulheres eram mais velhas do que Imich, de acordo com o grupo, e a mais velha delas, Misao Okawa do Japão, tem 116 anos.

Imich creditava sua longa vida a bons genes. “Mas a vida que você leva é tão ou mais importante para a longevidade”, disse ele à Reuters no mês passado em uma entrevista em seu apartamento no Upper West Side de Manhattan.

One comentário to Homem mais velho do mundo morre aos 111 anos em Nova York

  • Noaman Santos da Silva  says:

    Estamos no limiar de um grande acontecimento, o arrebatamento da Igreja.

Deixe seu comentário